8 boas ideias para decorar um apartamento pequeno gastando pouco

Quem vê esta decoração charmosa nem imagina que a arquiteta Ana Carolina Belizário gastou pouco mais de 23 mil reais para deixar em ordem seu primeiro apartamento, de 50 m². O segredo foi apostar em soluções de efeito mas baratas, praticar o desapego e ter só o essencial

A arquiteta Ana Carolina Belizário esbanjou em criatividade para fechar o orçamento da reforma da decoração do seu apartamento com 23 510 reais

A arquiteta Ana Carolina Belizário esbanjou em criatividade para fechar o orçamento da reforma da decoração do seu apartamento com 23 510 reais

Aos 33 anos, Ana Carolina Belizário faz parte de uma geração que prefere ter poucas e boas coisas. Nessa busca por simplicidade, em que o excesso está vetado e o necessário prevalece, ela montou seu primeiro apartamento, driblando o orçamento enxuto e recheando os ambientes de ótimas ideias de decoração. Moradora do bairro de Pinheiros, em São Paulo, a arquiteta vendeu o carro há dois anos, vai de bicicleta ao trabalho e gosta mais de livros do que de televisão. O espaço de 50 m² reflete essa personalidade desapegada. “Usei truques práticos e baratos, como integrar as áreas e empregar estantes de compensado em vez de investir em marcenaria fixa. Isso me liberou para gastar um tantinho mais no acabamento da cozinha e em alguns móveis bacanas”, conta. Na hora da mudança, ainda jogou vários objetos fora e trouxe para a casa apenas o que usa de verdade: dois jogos de enxoval, poucos pratos e a mesa retrátil, que só abre quando recebe alguém. Na despensa, evita fazer estoque. E, caso perguntem se é preciso muito para viver bem, ela garante que não.

1. Mesa oculta. Escondido sob a bancada da cozinha, o móvel retrátil (Arredatori) comporta até seis pessoas. No dia a dia, a dona da casa usa, no máximo, dois lugares – cadeiras dobráveis sobressalentes ficam guardadas ao lado da geladeira.

1. Mesa oculta. Escondido sob a bancada da cozinha, o móvel retrátil (Arredatori) comporta até seis pessoas. No dia a dia, a dona da casa usa, no máximo, dois lugares – cadeiras dobráveis sobressalentes ficam guardadas ao lado da geladeira.

2. Investimento que vale a pena. Como economizou na reforma, a moradora se permitiu comprar um sofá (Desmobilia) bonito e confortável e o charmoso carrinho-bar Zinco (Tok & Stok) para dar identidade ao décor.

2. Investimento que vale a pena. Como economizou na reforma, a moradora se permitiu comprar um sofá (Desmobilia) bonito e confortável e o charmoso carrinho-bar Zinco (Tok & Stok) para dar identidade ao décor.

3

3. Beleza à vista. “Objetos bonitos devem ficar à mostra. O que não for belo descarte”, afirma Ana. Em suas estantes, lembranças de viagens e família têm lugar cativo ao lado dos livros.

4

4. Integração flexível. “Queria unir a sala ao quarto sem perder a privacidade”, conta a moradora. Para isso, rasgou a parede e instalou na abertura uma janela igual à inventada pelo arquiteto Vilanova Artigas (1915-1985), em que as duas folhas abrem simultaneamente. Ela e amigos artistas assinam a estampa da superfície.

5

5. Estante econômica. Compradas semiprontas, as chapas de compensado, fixadas com cremalheiras, substituem a marcenaria e ajudam a manter tudo em ordem.

6

6. Lavandeira bem organizada. Aberta para a cozinha, a área de serviço ganhou cestos e caixas que abrigam o material de limpeza e uma minilavadora (Electrolux) para 3 kg de roupas, fixada acima do tanque.

7

7. Um de cada basta. Aqui se aplica a lei do menos é mais: Ana tem apenas um jogo de pratos e talheres, o suficiente para receber seus convidados à mesa. Caso necessite de louça extra, ela aluga de empresas especializadas.

8. Entrada multiúso. Fã dessa cor, a arquiteta a utilizou como recurso para trazer personalidade e valorizar o mobiliário simples. No quarto aplicou o tom Azul Noturno (Suvinil) no lugar da cabeceira.

8. Entrada multiúso. Fã dessa cor, a arquiteta a utilizou como recurso para trazer personalidade e valorizar o mobiliário simples. No quarto aplicou o tom Azul Noturno (Suvinil) no lugar da cabeceira.

Fonte: Casa.com.br

Esta entrada foi publicada em Apartamentos, Decoração. ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *