Apartamento de 44 m² com paredes móveis cria ambientes no decorrer do dia

Renovado com € 44 mil, apartamento ganhou divisórias que mudam de lugar e criam dormitório, salas, armários, estante e escritório (dependendo do horário do dia)

1

Tudo o que a designer Yolanda Pila possuía deveria caber nos 44 m² do imóvel em Madri herdado de sua avó. Para abrir espaço a dormitório, salas de estar e jantar, armários, estante e escritório, a equipe do PKMN Architectures desenvolveu três volumes deslizantes multiúso. Executadas com chapas de OSB, as peças correm em trilhos de aço fixados na parede dos fundos, sem tocar o piso de ladrilho hidráulico – recurso que permite empurrá-las sem esforço. Os 23 m² restantes foram reservados à ala de convivência. “É um conceito experimental”, diz o arquiteto David Pérez García.

2

Dormir. A 15 cm do teto, os trilhos permitem movimentar os módulos sem encostar nas luminárias. À noite, a peça central (0,60 x 2,45 x 3,30 m) cola-se à da direita (0,35 x 2,45 x 3,30 m) e à bancada da cozinha para se abrir a cama embutida no quarto de 10 m².

3

Trabalhar. Durante o dia, a face do volume central que esconde a cama se une ao que abriga a estante e o guarda-roupa (à esq.) revelando o escritório de 14 m² com lousa circular. É onde a moradora apresenta seus projetos aos clientes.

4

Cozinhar. Na hora das refeições, basta empurrar tudo em direção ao banheiro, na lateral esquerda, para conquistar confortáveis 11 m² e uma mesa, acoplada a uma das fatias. Discreta, a marcenaria da cozinha foi executada com chapas de MDF branco.

Fonte: Casa.com.br

Esta entrada foi publicada em Apartamentos, Arquitetura, Decoração. ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *