A materialização de seus sonhos depende de você

Desde jovem aprendi que quando uma pessoa estabelece um canal de comunicação com sua origem divina, adquire mais força para perseverar na busca de seus sonhos. Além disso, identifica mais facilmente seus dons, talentos e habilidades, e lida de uma forma mais positiva com as adversidades.

Acredito que o caminho para a materialização dos sonhos começa sempre pela gratidão: pelo que somos, pelo que podemos vir a ser, pelo que temos e pelo que existe ao nosso redor. Pessoas que têm o coração cheio de gratidão demonstram isso nos sentimentos, palavras e ações.
Para quem está em busca da materialização dos sonhos, o segundo e não menos importante passo é traçar metas, colocando no papel todas as suas aspirações, pensamentos e anseios. Uma meta não escrita é somente um desejo vago, abstrato, sem compromisso de realização.

Preparando esse brainstorming pessoal, você poderá escrever tudo o que lhe vier à mente, sem fazer questionamentos ou procurar explicações. Permita-se ousar, mesmo que suas metas pareçam estar fora do seu alcance no momento.

Dividindo as metas por áreas – pessoal, familiar, profissional, espiritual e financeira – você poderá avaliar se os seus sonhos estão em equilíbrio ou se você está dispensando forças em uma área em detrimento de outra. Pessoas bem-sucedidas progridem em todas as áreas e não apenas em uma.

Feito isso, o próximo passo é questionar-se: “Se eu tivesse de realizar somente um sonho em cada área, qual seria esse sonho?”. Talvez não seja fácil identificar o que realmente é importante em cada área. Mas não tenha pressa! Quando isso acontecer, a minha dica para você é que medite e pondere diariamente sobre as suas metas.

O sentimento na busca por seus ideais é muito importante, pois quanto mais emoção e paixão colocar no seu íntimo, em seu coração e em seu cérebro, mais rapidamente acontecerá a materialização dos seus desejos. Tenha fé inabalável que seu sonho já lhe pertence – você estará atraindo a realização plena dos seus ideais mais elevados e mais nobres.

Autor: Carlos Martins

Esta entrada foi publicada em Outros. ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *