Blog


Home / Blog

Sorocaba sobe para o 19º maior PIB do Brasil, aponta IBGE

Categoria: Nossa Cidade

Sorocaba possui o 19º maior Produto Interno Bruno (PIB) do País, aponta pesquisa divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). De acordo com os dados, a soma de tudo que foi produzido pelo município chegou a R$ 32,6 bilhões em 2014 — o que corresponde a 0,6% do PIB total do Brasil. O IBGE divulgou em dezembro os dados municipais do PIB, que são sempre referentes a dois anos antes.

O resultado representa um aumento de 11% em relação a 2013 e de 65% desde 2010. A cidade subiu uma posição em relação ao último ranking divulgado, de 2013, quando o PIB municipal foi de 29,3 bilhões.

Sorocaba aparece à frente de capitais como São Luís (MA), Belém (PA), Vitória (ES), Natal (RN) e Florianópolis (SC). A análise do IBGE destaca que, excluindo as capitais, nove municípios geraram individualmente mais de 0,5% do PIB nacional, agregando 7,3% da renda do País: Campos dos Goytacazes (RJ) 1%, Osasco e Campinas gerando 1,0% cada; Guarulhos 0,9%; São Bernardo do Campo e Barueri, 0,8% cada; Jundiaí e Sorocaba, 0,6% cada e São José dos Campos, 0,5%.

O desempenho econômico de Sorocaba, mesmo se tratando de números de 2014, expõe a relevância do município em nível nacional. A diversificação do parque industrial da cidade é apontada como essencial, além de novos investimentos na produção de equipamentos de energias renováveis.

Serviços

Em 2014, o setor de serviços gerou em valor adicionado bruto R$ 15,9 bilhões, a indústria R$ 7,9 bilhões, o setor público e a seguridade social R$ 2,2 bilhões, e a agropecuária R$ 42,8 milhões, conforme os dados do IBGE. Nos três anos anteriores o setor de serviços também teve a maior participação no PIB municipal, seguido pela indústria, administração pública e agropecuária. Na cidade, muitos dos serviços estão ligados ao setor industrial, como transporte, alimentação e manutenção.

O economista e professor da Universidade de Sorocaba (Uniso), Marcos Antônio Canhada, acredita que a cidade ocupa uma posição privilegiada. “É bastante representativa a importância de Sorocaba no cenário nacional”, afirma. Entre 2012 e 2013, a cidade havia subido dez posições no ranking, mas desta vez alçou apenas um degrau.

Para Canhada o resultado é positivo em meio a desafios para a indústria, que é fundamental vocação da cidade. “Ainda é uma posição bastante significativa pelo período de turbulências”, considera.

PIB da região metropolitana em 2014 foi de R$ 77,9 bilhões

O Produto Interno Bruto (PIB) da Região Metropolitana de Sorocaba (RMS) chegou a R$ 77,9 bilhões, somando-se as riquezas produzidas pelas 27 cidades que a compõem. Isso representa 4% do PIB estadual, que foi de 1,86 trilhão. Os dados foram divulgados pelo IBGE e são referentes a 2014. O resultado nacional, no ano de referência foi R$ 5,78 trilhões.

Após Sorocaba, a cidade com o maior PIB na região foi Itu, que gerou R$ 7,5 bilhões. Em seguida aparece Salto (R$ 5,6 bi), Votorantim (R$ 4,7 bi) e Tatuí (3,4 bi). As cidades com os menores PIBs foram Alambari ( R$ 70,4 milhões), Sarapuí ( R$ 124,8 milhões) e Tapiraí (R$ 144,4 milhões).

O economista e professor da Universidade de Sorocaba (Uniso), Marcos Antônio Canhada, acredita que as cidades da região poderão ter o desenvolvimento impulsionado pelo crescimento de Sorocaba e lembra que a RMS ainda é recente. Foi criada em 2014. Para ele, os resultados positivos devem aparecer a médio e longo prazo. Canhada destaca a importância de estabelecer articulações entre as cidades para que possam crescer juntas.

Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul

Agende aqui sua visita com um dos nossos corretores